Pipoca tem mais antioxidante que frutas e vegetais

Pipoca tem mais antioxidante que frutas e vegetais

22/09/2012

Quando preparada sem adição de gordura, a pipoca pode ser benéfica à saúde

 
Comer pipoca todos os dias pode fazer bem à saúde. Pelo menos é o que indica uma pesquisa apresentada neste domingo durante o encontro da Academia Americana de Química — maior sociedade científica do mundo. De acordo com um estudo conduzido pela Universidade de Scranton, na Pensilvânia, a pipoca tem uma concentração de polifenóis, um antioxidante benéfico à saúde, maior do que frutas e vegetais.

Saiba mais:

POLIFENÓIS
São micronutrientes abundantes na dieta conhecidos por seu papel antioxidante. Ao proteger as células do organismo contra os danos causados por radicais livres, ele desacelera o envelhecimento, além de prevenir doenças degenerativas, como o câncer. A substância já foi encontrada em outros alimentos, como chocolate,frutas roxasvinho tinto e o chá verde
 
MICRONUTRIENTES
São substâncias, como iodo e vitamina A, das quais o corpo humano necessita, em quantidades minúsculas (daí o nome), para produzir enzimas e hormônios essenciais para ter um desenvolvimento saudável.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O estudo foi conduzido por Joe Vinson, pioneiro em analisar a composição de substâncias saudáveis em alimentos como chocolate e castanhas. Segundo ele, os polifenóis estão mais concentrados na pipoca porque o salgado tem somente 4% de água, aproximadamente. Em frutas e vegetais, a substância se dilui nos 90% de água que compõe esses alimentos.
O pesquisador descobriu ainda que a casca da pipoca – aquela parte mais escura, que às vezes fica presa entre os dentes – detém as maiores concentrações de polifenóis e de fibras. 
De acordo com Vilson, a quantia de polifenóis presente em uma porção de 33 gramas de pipoca é de mais de 300 miligramas, frente aos 160 miligramas de uma porção de 80 gramas de uma fruta qualquer. Com isso, a ingestão de 100 gramas de pipoca por dia pode suprir 13% do ideal de ingestão diária de polifenóis.
Preparo – Por outro lado, fazer a pipoca com muito óleo, usar manteiga ou colocar muito sal, podem transformá-la em uma bomba de gordura. As pipocas de micro-ondas também não são recomendáveis. De acordo com o pesquisador, elas têm duas vezes mais calorias do que as feitas no vapor.  “As pipocas preparadas em vapor têm as mais baixas taxas de calorias”, diz Vinson.
Vinson alerta que, obviamente, a pipoca não substitui a necessidade de ingestão de frutas e vegetais em uma dieta saudável e balanceada. Esses alimentos contêm vitaminas e nutrientes fundamentais para a saúde que não estão presentes na pipoca. 

Perigo: Soja à vista

Perigo: Soja à vista

03/12/2012

Despretenciosamente, a soja se infiltrou na dieta como se fosse a fonte mais perfeita de proteína. Mas talvez exista um lado negro escondido, um que tem o poder de minar as características que fazem de você um homem.

Clique para ampliar

James Price, um oficial aposentado do exército americano, virou objeto de um estudo sobre algo que jamais imaginou viver. Durante meses teve sua masculinidade minada por peitos inchados, perda de pelos e redução da libido para depois descobrir que todo esse calvário estava ligado ao consumo excessivo de soja. Ao ler os detalhes, você vai entender por que Price aceitou ser protagonista de um artigo científico após enfrentar um problema tão constrangedor. Para ele era mais que um problemas: era a chance de evitar que outros homens passassem por isso também.

Notar mamas inchadas seria difícil para qualquer homem. No caso dele foi ainda pior devido ao contraste com o resto do corpo magro e definido. Mas não foi o único sintomas. “Meu pênis ficou tão flácido que parecia ter encolhido. Até minhas emoções mudaram.”

Os três primeiros médicos consultados por Price o diagnosticaram com ginecomastia, um aumento anormal das glândulas mamárias masculinas. Exames mais tarde mostraram que os níveis de estrógeno no sangue dele eram oito vezes mais altos do que o limite aceitável para homens, alto demais até para mulheres. Os médicos ficaram perdidos diante desse quadro. Deprimido e com dor, Price procurou outro especialista. Marcou uma consulta com o tenente-coronel Jack E. Lewi, chefe de endocrinologia do Centro Médico Militar de Santo Antônio (EUA). No primeiro encontro nem médico nem paciente tiveram a menor de quão complexo o mistério seria.

Lewi inicialmente procurou por fatores que pudessem desencadear a ginecomastia, como alcoolismo. Até suspeitou de um tumor que produz estrógeno. Após vários exames, o médico ainda não sabia o que deixava os hormônios do paciente fora de controle.

Embora Lewi tivesse perguntado a Price sobre seus hábitos e estilo de vida, decidiu detalhar cada refeição. E logo viu que leite de soja estava sempre presente. Como Price desenvolveu intolerância à lactose anos antes, tomava um suplemento alimentar, que fornecia uma dose grande de minerais, vitaminas, entre outros nutrientes. O mais surpreendente foi quando revelou que consumia 3 litros de leite por dia. Foi aí que tudo mudou.

OS SINTOMAS

Price sempre teve uma vida ativa e uma alimentação saudável. Sua forma física era destaque até mesmo na corporação. Com a morte da mulher, o cenário mudou. Ele ficou muito mais emotivo e apresentou oscilações de humor e redução da libido. Quando começou a namorar novamente, era como se o aspecto sexual tivesse evaporado. Interesse zero!

A ginecomastia em si se tornou algo bastante humilhante para Price. Ele parou de usar camisetas, temendo que as pessoas notassem a saliência similar aos seios de uma menina na puberdade. Mas durante o ano seguinte, em que se submeteu a vários exames para tentar desvendar o mistério, nunca ocorreu a Price que o leite de soja pudesse ser a causa.

Quando Lewi recomendou suspender a bebida, ele obedeceu. E, durante os meses seguintes, exames de sangue revelaram que os níveis de estrógeno em Price estavam voltando ao normal. Melhor ainda, a sensibilidade dos mamilos estava cedendo. Seu médico, que pesquisou a literatura científica enquanto tentava solucionar o caso, não encontrou nenhuma evidência relacionando soja à ginecomastia.

Veja algumas descobertas recentes sobre os estágios de vida dos homens.


Bebês: Alimentados com grão

No Brasil, a onda da soja também chegou a crianças e bebês. Por considerar o grão um alimento saudável, muitas mães acabam oferecendo-o aos filhos. No entanto, os pediatras não recomendam o consumo indiscriminadamente.

Paul Cooke, biólogo reprodutivo da Universidade de lIIinois (EUA), estudou ratos criados com uma quantidade de genisteína suficiente para deixar os níveis sanguíneos comparáveis aos de bebês humanos que tomam leite de soja. Ele observou um encolhimento no timo, glândula importante para o sistema imunológico. É difícil afirmar se o mesmo efeito ocorre nos bebês humanos, mas um estudo publicado no Jaurnal of the American Medical Assaciatian (EUA), em 2001, pesquisou mais de 800 adultos, entre 20 e 34 anos, que receberam leite de soja ou de vaca na infância. Uma das diferenças que surgiram foi que o grupo alimentado com leite de soja usou mais remédios para asma e alergia na vida adulta. Será que isso é apenas uma coincidência ou será que pode indicar uma deficiência na função imunológica?

Ninguém sabe responder à questão. Nos Estados Unidos, há mais de 20 milhões de pessoas que consumiram leite de soja na infância. E há inúmeros centros de pesquisa no país estudando grandes parcelas da população. No resto do mundo, o assunto também levanta polêmica. Em 2005, o ministério da saúde de Israel recomendou reduzir o consumo de produtos à base de soja por crianças e, se possível, evitar completamente por recém-nascidos. Ao fazer tal alerta, Israel se juntou à França, à Nova Zelândia e à Austrália para oficialmente adotar uma postura preventiva.

Clique para ampliar

DA ADOLESCÊNCIA À JUVENTUDE: ALIMENTO FALSO PARA OS MÚSCULOS

A maioria das pessoas reconhece a importância da proteína no desenvolvimento e na recuperação muscular. E pesquisas já mostraram que a hora que você ingere a proteína é tão importante quanto a qualidade do alimento – fato que criou um mercado de suplementos de proteína fáceis de consumir. “É difícil comer um bife na academia”, afirma William Kraemer, pesquisador de treino de força da Universidade de Connecticut (EUA).

Suplementos de proteína permitem que um atleta misture 1 colher de pó no suco e beba a mistura a qualquer hora. Cada marca alardeia suas melhores qualidades em relação ao desenvolvimento muscular. As fontes de proteína mais usadas em todos eles são soja, whey e caseína. A questão é: será que o preço mais acessível da soja gera algum custo para o desenvolvimento muscular?

Em um estudo de 2005 publicado no Journal of Nutrition (EUA), pesquisadores que compararam a soja à caseína concluíram que “o valor biológico da proteína da soja deve ser considerado inferior ao da proteína da caseína”. Entre outras desvantagens, os cientistas descobriram que uma porção significativamente maior de soja é reduzida ao produto residual uréia. Mais, ela leva a uma menor síntese de proteína no organismo.

“A proteína como a whey é muito mais saudável que a soja”, afirma Kraemer. Há também preocupações de que a soja possa reduzir a produção de testosterona nos homens e aumentar a produção de estradiol, normalmente associado à produção de hormônio feminino. Em relação aos benefícios de força, no entanto, mais pesquisas são necessárias antes de definir diretrizes.

DOS 20 AOS 40: INTIMIDADES EM PERIGO

Em um estudo publicado no periódico Human Reproduction, Jorge E. Chavarro e seus colegas descobriram uma forte associação entre o ­consumo de alimentos de soja e a redução na contagem de espermatozóides nos homens, especialmente os obesos e acima do peso. Noventa e nove homens relataram ingerir 15 tipos diferentes de alimentos à base de soja, em seguida fizeram o exame para contar os espermatozóides. Aqueles que consumiam mais soja por dia tiveram, em média, 32% menos espermatozóides por mililitro de sêmen em comparação aos homens que não tinham soja na dieta.

Chavarro alerta que isso não prova causa e efeito e que ainda é muito cedo para aconselhar aos homens a evitar alimentos à base de soja na esperança de aumentar a fertilidade. “Claramente, essa história está apenas começando”, diz. “Mais estudos ainda precisam ser realizados.” De qualquer forma, o sinal de alerta deve ficar ligado desde já. Segundo o urologista Mauro Bibancos, especialista em reprodução assistida do Grupo Huntington, se ficar provado que a soja faz mal para os espermatózoides, ela também será maléfica para o corpo em geral.

Se a fertilidade já causa preocupações, imagina a impotência? Dois outros trabalhos recentes revelaram que pelo menos um componente da soja prejudica a função erétil em animais ­ e pode fazer o mesmo nos homens.

Os estudos, publicados nos periódicos Journal of Andrology (EUA) e Urology respectivamente, analisaram o efeito da daidzeína na função sexual de ratos machos. Doses moderadas do fitoestrógeno consumidas na juventude ou na vida adulta afetaram bastante a qualidade de suas ereções. Entre outras mudanças, os homens que foram expostos à daidzeína produziram menos testosterona, tinham ereções menos poderosas e passaram por mudanças bioquímicas no tecido peniano que deixaram esse tecido menos elástico e menos capaz de se encher de sangue.

Embora saibam que os resultados nos ratos nem sempre equivalem diretamente aos resultados em humanos, os autores do primeiro estudo sugerem que há razão para acreditar que isso vá acontecer. Eles citam uma incidência 10% maior de disfunção erétil em chineses, que consumiam grandes quantidades de soja, em comparação a americanos, que evitavam o alimento.

Yufeng Huang, um dos coautores dos dois trabalhos, diz que a dose “moderada” usada nos estudos com animais leva a aproximadamente o mesmo nível de daidzeína no sangue dos homens que comem soja todos os dias, hábito comum na Ásia. Ele acredita que a soja representa um fator de risco novo e previamente desprezado para disfunção erétil.

Clique para ampliar

A PARTIR DOS 50: FUGA DE CÉREBROS

No ano passado, Eef Hogervorst, da Universidade Loughborough (Inglaterra), e outros pesquisadores publicaram um estudo sobre produtos de soja e o risco de demência. Os pesquisadores focaram em pessoas mais velhas da Indonésia, membros de uma cultura na qual o tofu é um alimento importante na dieta há tempos. Hogervorst afirma que sua equipe começou o trabalho confiante de que encontraria um benefício nos fitoestrógenos do tofu. “Quase tudo que nós aprendemos sobre cultura animal e celular indicava que substâncias similares ao estrógeno protegeriam o cérebro”, diz.

Eles, no entanto, descobriram exatamente o oposto: os participantes com mais de 68 anos que comiam grandes quantidades de tofu regularmente tiveram o risco de demência e problemas de memória dobrado em comparação àqueles que comiam moderadamente. “Estamos formando umnovo consenso agora: hormônios e derivados não são muito bons para pessoas acima de 65”, diz o pesquisador.

Agora acho que a tendência é termos cada vez mais pesquisas sobre esse assunto. E, no final,vamos encontrar um equilíbrio”, acredita o urologista Renato Fraietta, da Unifesp (SP). “A soja faz bem? Faz, quando sem exagero. É a mesma história do vinho. Uma taça de vinho tinto faz bem para o coração. Mas uma garrafa, não.”

O relatório feito por Jack E. Lewi sobre o caso de James Price foi publicado na edição de maio e junho de 2008 do Endocrine Practice (EUA), um periódico lido pelos mais influentes endocrinologistas. Graças a isso, os médicos agora contam com mais um documento na hora de avaliar a ginecomastia.

Mesmo assim, Lewi acredita que produtos de soja consumidos com moderação ainda podem ser uma parte saudável da dieta de um homem. “O problema”, diz, “é quando uma coisa como a soja é tida como essa maravilhosa panacéia para a saúde, e as pessoas acabam exagerando na dose”.

Uma questão final no caso de Price, no entanto, mostra a dificuldade de evitar a soja. Alguns meses depois que os níveis de estrógeno voltaram à normalidade, eles subiram novamente. E os efeitos colaterais ressurgiram: dor e inchaço nas mamas, falta de libido, ereções pobres. Ao pesquisar o que estaria acontecendo, Price descobriu que estava tomando um leite que não era de soja, mas que continha soja na fórmula. Ele jogou tudo no lixo e a vida voltou ao normal. Infelizmente, as mamas continuam inchadas, uma consequência das mudanças no tecido fibriótico que ocorrem com a ginecomastia de longo prazo. Price ainda se incomoda com a situação, mas não está disposto a remover esse desconforto cirurgicamente. Há muitos riscos, diz – ­sangramento, infecção, problemas com anestesia – para justificar entrar na faca a essa altura da vida.

Embora Price reconheça que seu corpo talvez tenha uma sensibilidade acima da média para os fitoestrógenos da soja, ele sugere a outros homens procurar o médico diante do primeiro sinal de dor ou inchaço. Sintomas descobertos – e tratados – no início são mais facilmente revertidos. Mais: sempre leia os rótulos dos alimentos que for consumir. As experiências mostraram que eles nem sempre são o que imaginamos. A proteína de soja hoje é um ingrediente rentável, presente em todos os lugares e muitas vezes escondido sob rótulos um tanto confusos.

A ASCENSÃO DA SOJA

Nos últimos anos, alimentos saudáveis e à base de soja se tornaram inextricavelmente associados. Muitos homens, sem saber exatamente a razão, confirmaram em pesquisas que o grão é benéfico à saúde e, portanto, deve ser incluído na dieta.

A soja também ganhou destaque na dieta vegetariana, pois fornece proteína e não provoca a indigestão moral da carne. Mais: na última década, vários trabalhos sugeriram que comer soja pode aumentar a expectativa de vida. Em 1999, a proteína de soja recebeu uma declaração poderosa do FDA, órgão governamental americano que controla os alimentos: Dietas com 25 gramas da proteína do grão – um litro de leite de soja – por dia podem reduzir o risco de doenças do coração. Adicione a isso o número de estudos que sugere que a proteína de soja protege contra o câncer de próstata e, de repente, o grão parece um remédio poderoso.

Como todos os remédios, infelizmente há efeitos colaterais. E, quando você consome muita proteína de soja, você entra em uma zona de risco, pois ingere duas drogas naturais: genisteína e daidzeína. Ambas agem de forma tão parecida com o estrógeno que são conhecidas como fitoestrógenos (substâncias semelhantes aos estrógenos produzidas por plantas). Quando homens consomem essas substâncias em grandes quantidades, eles podem viver pesadelos como aqueles vividos por James Price. “Os fitoestrógenos têm o efeito do hormônio feminino e podem provocar alterações hormonais e até aumento de mama nos homens”, confirma o urologista Renato Fraietta, diretor do Departamento de Andrologia da Sociedade Brasileira de Urologia e médico do Setor de Reprodução Humana da Unifesp (SP).

[1] Revista Men’s Health – Edição 39 – Ano 4 – Número 3. Por Jim Thorton Colaborou Sofia Solves Fotos Kill Greenberg

Fonte:

http://drpaulomaciel.com.br/perigo-soja-a-vista/

 

Pepino gigante chama atenção de moradores no interior do Acre

Pepino gigante chama atenção de moradores no interior do Acre

03/02/2013

Comerciante de Tarauacá ganhou pepino de presente. Fruto foi colhido em uma pequena horta, na zona rural do município.

 

Francisco Rocha

Do G1 AC

Pepino Gigante (Foto: Foto cedida)

Antônia ganhou pepino gigante de presente, em Tarauacá  

(Foto: Raimundo Accioly/Arquivo pessoal)

A comerciante Antônia Damacena ganhou um presente inusitado esta semana: um pepino gigante de 17 quilos. O agrado veio de uma amiga de Antônia, conhecida apenas por “Mana”, que mora na zona rural do município de Tarauacá, a 600 km da capital Rio Branco.

Admirada com o tamanho do pepino, a comerciante procurou um amigo que trabalha em uma rádio comunitária na cidade para  dar a notícia. Curiosos, os moradores logo chegaram ao local para ver o pepino gigante.

O fruto foi colhido na colônia Vitória Régia, comunidade Igarapé Branco, zona rural da cidade. A comerciante explicou que a amiga tem uma pequena horta em casa, onde plantou a semente.

O local é adubado apenas com esterco de boi. Nas primeiras colheitas, o tamanho dos pepinos foram normais, disse a  produtora rural para a comerciante. Apenas este, que não  amadurecia e só crescia cada vez mais, ficou no pé. Foi então que ela resolveu tirá-lo no fim de semana e levar para a cidade.

O presente, segundo a comerciante,  dobrou as vendas em seu pequeno comércio de frutas. Antônia disse que ficou conhecida na pequena cidade de Tarauacá como “a mulher do pepino”.

Fonte:

http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2013/02/pepino-gigante-chama-atencao-de-moradores-no-interior-do-acre.html

 

Os benefícios do limão congelado

Os benefícios do limão congelado

06/11/2012

Muitos profissionais em restaurantes, além de nutricionistas estão usando ou consumindo o limão inteiro, em que nada é desperdiçado.  

Como você pode usar o limão inteiro sem desperdício? 

Simples… Lave bem e coloque o limão na seção do freezer de sua geladeira.   

Uma vez que o limão esteja congelado, use seu ralador e o limão inteiro (sem necessidade de descascá-lo) e polvilhe-o em cima de seus alimentos.  

Polvilhe-o em suas bebidas, vinho, saladas, sorvete, sopa, macarrão, molho de macarrão, arroz, sushi… Todos os alimentos inesperadamente terão um gosto maravilhoso, algo que você talvez nunca tenha provado antes.  

Provavelmente, você achava que só o suco de limão teria vitamina C.   

Bem, saiba que as cascas do limão contêm vitaminas 5 a 10 vezes mais do que o suco de limão propriamente dito. E, sim, isso é o que você vem desperdiçando. Mas de agora em diante, por seguir esse procedimento simples de congelar o limão inteiro e salpicá-lo em cima de seus pratos, você pode consumir todos os nutrientes e obter ainda mais saúde.  

As cascas do limão são rejuvenescedoras da saúde na erradicação de elementos tóxicos do corpo. ótimo!!!  

Os benefícios surpreendentes do limão!   

Limão (Citrus) é um produto milagroso para matar células cancerosas. É 10.000 vezes mais forte do que a quimioterapia.  

Por que não sabemos nada sobre isso? Porque existem laboratórios interessados em fazer uma versão sintética que lhes trará enormes lucros.  

Seu sabor é agradável e não produz os efeitos horríveis da quimioterapia. Quantas pessoas morrem enquanto esse segredo é mantido, para não pôr em perigo as grandes corporações multimilionárias? Como sabem, a árvore do limão é conhecida por suas variedades de limões e limas. Você pode comer as frutas de diferentes maneiras: a polpa, suco, preparando bebidas, sorvetes, bolos, etc…
 
A ele é creditado muitas virtudes, mas o mais interessante é o efeito que produz sobre cistos e tumores. Essa planta é uma solução comprovada contra cancros de todos os tipos. Alguns dizem que é muito útil para todas as variantes do cancro. Ele é considerado também como um espectro antimicrobiano contra infecções por bactérias e fungos, eficaz contra parasitas internas e vermes, que regula a pressão de sangue, quando muito alto, e umantidepressivo, combatendo o estresse e distúrbios nervosos.  

A fonte desta informação é fascinante: ela vem de uma das maiores fabricantes de drogas no mundo, diz que, após mais de 20 testes desde 1970, os extratos revelaram que: destrói as células malignas em 12 tipos de cancro, incluindo cólon, mama, próstata, pulmão e pâncreas…

Os compostos dessa árvore mostraram-se 10.000 vezes melhores do que o produto Adriamycin, uma droga normalmente utilizada como quimioterápico no mundo, retardando o crescimento das células cancerosas. E o que é ainda mais surpreendente: este tipo de terapia com extrato de limão apenas destrói células de câncer maligno e não afeta as células saudáveis.  
 

Os benefícios do café verde

Os benefícios do café verde

01/08/2013

os beneficios do cafe verde

 

O café verde não contém cafestol, uma vez que essa substância só é liberada com o processo de torrefação do café. A pesquisa internacional mostrou que o cafestol (presente, então, no café preto) eleva os níveis de colesterol, e ainda, eleva as enzimas do fígado, o que pode ser potencialmente prejudicial para a saúde humana. Considerando a presença de cafestol, entre outros motivos, é necessário consumir o café preto com moderação. 

 

O café verde contém alta concentração de ácido clorogênico, uma substância que acelera o metabolismo humano e é um forte antioxidante. Entretanto, os cientistas asiáticos descobriram que não é o ácido em si que proporciona o emagrecimento, e sim, a reação desse ácido com a cafeína. Como ambos estão presentes no café verde, baixam significativamente a absorção e o armazenamento do açúcar no organismo na forma de gordura. Logo, o uso regular do café verde pode diminuir o tecido adiposo de 15 a 30%. 

O consumo de café verde traz vários benefícios à saúde humana, então por que existem controvérsias sobre o efeito emagrecedor? A questão é que o café verde pode servir como suplemento de dieta, mas não pode substituir uma dieta ou exercício físico, servindo de apoio no sentido de beneficiar os resultados da redução de peso. Mesmo assim, é uma ajuda que vale a pena considerar. 

Além da redução de peso, o ácido clorogênico presente no café verde tem outras vantagens. Possui fortes propriedades antibacterianas, e quando combinado com a cafeína, auxilia na limpeza do organismo (eliminação de toxinas). Alguns cientistas sugerem ainda que, em determinados casos, ajuda a reduzir o risco de desenvolvimento de diabetes, doenças cardiovasculares, cálculos biliares e ainda pode ajudar a combater a celulite. Outros estudos sugerem a ação benéfica na redução da hipertensão, dislipidemia (altos níveis de gorduras circulando no sangue) e no estresse oxidativo. 

Café verde e frutas são as maiores fontes de ácido clorogênico na alimentação; estudos epidemiológicos têm sugerido a associação entre o consumo destes alimentos e a prevenção de doenças. Pesquisas realizadas não são conclusivas, mas apontam para uma relação inversa entre consumo de alimentos ricos em ácido clorogênico e o risco do desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. 

Fontes: 

Possíveis Benefícios do Ácido Clorogênico à Saúde; por Edna Garambone e Glorimar Rosa

Revista Saúde

Blog Eco Green Cofee

Química Nova Interativa

R7 

 

Omerto: Conheça o “vinho” produzido com tomates que está fazendo sucesso no Canadá

Omerto: Conheça o “vinho” produzido com tomates que está fazendo sucesso no Canadá

14/08/2012

omerto vinho de tomate 01

Quem disse que você precisa de boas uvas para fazer um excelente vinho?

Pascal Miche, produtor de vinho em Quebec, Canadá, usa tomates para criar a bebida de modo incomum, mas com aceitação popular crescente. Seu segredo está em uma receita familiar de quatro gerações na Bélgica.

omerto vinho de tomate 02

O açougueiro que lidava com suínos largou a Bélgica há 7 anos e se mudou para o Canadá e decidiu dar uma guinada na vida profissional, prosseguindo com sua ideia antiga de produzir vinho com a receita de seu avô.

Ele conseguiu impulsionar seus negócios em 2009 quando plantou os tomates e começou a produzir o ‘vinho’. Pode soar estranho no começo, mas aparentemente a aceitação, ao menos no Canadá, está sendo ótima. A marca chamada Omerto consegue vender 34.000 unidades por ano e a meta é crescer ainda mais.

omerto vinho de tomate 03

Assim como os especialistas em vinho possuem o máximo cuidado selecionando os melhores cachos, Pascal Miche procura vigiar toda a produção para garantir que todos os tomates estejam no padrão de qualidade imposto por ele.

O vinho se chama Omerto em homenagem a seu avô, o Sr. Omer. O empresário testou 16 espécies de tomates para ver qual delas se adaptaria melhor à altitude de Quebec com clima bastante frio.

O processo de fabricação do Omerto é exatamente o mesmo que ocorre com as uvas: esmagamento, imersão, fermentação e prensagem. Todo o período de industrialização leva 9 meses para ser concluído.

Miche não tem nenhum problema em chamar sua criação inusitada de “vinho” na América do Norte, mas disse que vai tentar encontrar outro nome que soe melhor quando comercializar o Omerto na França. O país possui regras rígidas sobre isso, e apenas um produto com uvas fermentadas e alcoólico pode ser chamado ou importado como vinho.

Os sommeliers afirmam que o vinho de Miche possui toque de frutas e aspecto levemente picante, familiar com bolos, além de um toque mel adocicado.

Para conhecer a marca, visite o site da empresa, clicando aqui.

Fonte: http://jornalciencia.com/inusitadas/inacreditavel/1995-omerto-vinho-de-tomate

 

O Segredo da Cebola

O Segredo da Cebola

28/03/2013

segredo_da_cebola_02

Em 1919 quando a gripe matou 40 milhões de pessoas, havia um médico que visitava muitos granjeiros para ver se os podia ajudar a combater a gripe. Muitos dos granjeiros e suas famílias haviam contraído a gripe e muitos haviam morrido.

segredo_da_cebola_03

O médico chegou a uma granja e para sua surpresa, todos estavan muito saudáveis. Quando o médico lhes perguntou que coisa diferente estavam fazendo, a esposa respondeu que ela havia colocado uma cebola com cascas em um prato nas habitações do lugar.

segredo_da_cebola_04

O médico não podia crer…perguntou se podiam lhe dar uma delas para colocar sob o microscópio.
Ela lhe deu e ele encontrou o vírus na cebola.
Obviamente, ela havia absorvido a bactéria mantendo saudável toda a família.

segredo_da_cebola_05

Também escutei outra história de minha cabelereira. Ela me contou que há vários anos muitas de suas funcionárias caiam enfermas com gripe e suas clientes também. No ano seguinte ela colocou vários pratos com cebolas no local. Para sua surpresa, ninguém de sua equipe caiu enfermo.

segredo_da_cebola_06

Mandei esta informação a uma amiga em Oregon, que colabora comigo regularmente com material sobre saúde. Ela me contou esta interessante experiência acerca das cebolas:

segredo_da_cebola_07

“-Não sei sobre a história dos granjeiros porém, sei que contraí pneumonia e estive muito enferma… Topei com um artigo que dizia que deveríamos cortar ambos os extremos de uma cebola, furar com um garfo em um dos extremos e colocá-la em um prato ao lado do paciente à noite. Dizia que a cebola se tornaria negra pela manhã por conta dos germes… Dito e feito, sucedeu tal e qual:… a cebola estava um desastre e eu comecei a sentir-me muito melhor.”

segredo_da_cebola_08

“Outra coisa que li no artigo é que cebolas e alhos disseminados nas habitações salvaram da peste negra a muitos, faz anos. Têm poderosas propriedades antibacterianas e antissépticas.”

segredo_da_cebola_09

A moral desta história é: compre umas cebolas com cascas e coloque-as em pratos por toda sua casa. Se trabalha em um escritório, coloque uma ou duas em sua oficina ou escritório ou em cima de algo por aí. Nós fizemos isto e nunca contraimos gripe.

segredo_da_cebola_10

A cebola lhe ajudará e a seus entes queridos a não enfermar-se e, se gripar, esta poderia ser bem mais leve… Seja o que seja… Que tem a perder? Só uns trocados em cebolas!!!

segredo_da_cebola_11

Cuide da sua saúde e da sua família!!!

segredo_da_cebola_12

Se lhe aprouver, envie esta mensagem a todos os seus contatos.

Nutrição: Decifre seus desejos

Nutrição: Decifre seus desejos

05/02/2013

Sabe aquela vontade que surge de repente de comer um hambúrguer? Para você, pode ser um simples desejo, mas, para seu corpo, pode ser um alerta de que o organismo não está funcionando como deveria. Identifique as mensagens que seu corpo manda quando necessita de nutrientes e aprenda a substituir os alimentos perigosos por outros, mais saudáveis.

POR SÍLVIA DALPICOLO

Ai, que vontade de…

Pão

O que significa: carência de triptofano (um aminoácido que estimula a serotonina, o neurotransmissor responsável pelas sensações de bom humor e felicidade), desequilíbrio nos níveis de insulina (hormônio responsável pela redução das taxas de glicose no sangue) e falta de carboidrato (a substância que produz energia para o corpo).

Pode provocar: a ausência de triptofano na alimentação pode resultar em sensações de depressão, ansiedade e irritação, enquanto a falta de insulina nada mais é do que o diabetes, que, se não for bem tratado, gera complicações como infecções, problemas cardíacos e ainda pode levar à amputação dos membros inferiores. No caso da falta de carboidrato, fadiga e cansaço excessivo são os principais sintomas.

Substitua por: pães, cereais, arroz e massas integrais.



Pizza

O que significa: carência de triptofano, desequilíbrio nos níveis de insulina e falta de carboidrato. A vontade também pode estar relacionada à falta de licopeno do tomate (uma substância carotenóide que dá cor avermelhada ao fruto e age como antioxidante, ajudando a impedir e reparar os danos feitos às células pelos radicais livres) e de cálcio do queijo (um mineral que atua no processo de coagulação do sangue e na formação de ossos e dentes).

Pode provocar: no caso do triptofano, sensações de depressão, ansiedade e irritação; no da insulina, o diabetes; e do carboidrato, fadiga e cansaço excessivo. Na ausência do cálcio, pode ocorrer osteoporose e raquitismo. Os radicais livres podem causar enfraquecimento e envelhecimento do sistema imunológico, artrite, arteriosclerose e catarata, entre outras doenças.

Substitua por: pães, cereais, arroz e massas integrais, ricota e cottage. Ou uma versão mais saudável da pizza, feita com massa integral e vegetais.


Chocolates e doces

O que significa: déficit de triptofano, ausência de cromo (relacionado ao metabolismo da glicose, do colesterol e de ácidos graxos) e queda de glicemia.

Pode provocar: ausência de triptofano causa sensações de depressão, ansiedade e irritação, enquanto a falta de cromo pode resultar em aumento do colesterol ruim (LDL) e diminuição do bom (HDL), hipertensão arterial, arritmias cardíacas e obesidade. Já a queda de glicose possui uma doença específica, a hipoglicemia. Os sintomas mais freqüentes são visão turva, fraqueza, dificuldade de concentração e, em casos mais graves, convulsão e coma.

Substitua por: os chocolates não são alimentos ruins. Eles possuem vitaminas e flavonóides, uma substância encontrada no cacau que age como um protetor cardiovascular. O perigo está no excesso, já que ele também é rico em gordura saturada, que são as mais prejudiciais ao organismo, e açúcar. Uma alternativa é recorrer às versões diet e meio amargo. Cientistas alemães comprovaram que esse último tipo controla a pressão sanguínea e reduz os riscos de ataque do coração. Também é recomendável ingerir doces de frutas ou feitos com açúcar mascavo.

Batata Frita

O que significa: carência de triptofano, desequilíbrio nos níveis de insulina ou falta de carboidrato.

Pode provocar: no caso do triptofano, sensações de depressão, ansiedade e irritação, e no da insulina, o diabetes.

Substitua por: pães, cereais, arroz e massas integrais. outra maneira é mudar o modo de preparo. Prefira a versão cozida ou assada do alimento e substitua o óleo de soja pelo de canola, que aumenta os níveis de hdl, o colesterol bom.

Hambúrguer

O que significa: falta de ferro (um nutriente que atua principalmente na fabricação das células vermelhas do sangue e no transporte de oxigênio para todas as células do corpo) e proteínas (moléculas orgânicas que participam da coagulação sanguínea, da formação de anticorpos e da construção de novos tecidos) provenientes da carne.

Pode provocar: a carência de ferro no organismo é conhecida por anemia, que pode acarretar fadiga generalizada, falta de apetite, palidez da pele e mucosas, principalmente na parte interna dos olhos e na gengiva.

Substitua por: carnes de frango e de peixe, que contêm menos gordura do que as vermelhas. Quando for o caso de consumir hambúrguer, prefira os caseiros, feitos com carnes e queijos brancos e verduras.

CONSULTORIA: ALDO JOÃO DUECHER, MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA ORTOMOLECULAR; BARBARA RESCALLI SANCHES, NUTRICIONISTA DO DEPARTAMENTO CIENTÍFICO DA VP CONSULTORIA NUTRICIONAL; EDSON CREDIDIO, NUTRÓLOGO E MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NUTROLOGIA (ABRAN); E GLAUCIA MIDORI SHIROMA, NUTRICIONISTA DO GANEP — GRUPO DE NUTRIÇÃO HUMANA.

Desejo ou necessidade?

É importante deixar claro que nem toda vontade de ingerir determinado alimento é falta de nutrientes. “Há aquela também, a popular gula, que acontece quando não apresentamos nenhum sintoma ou necessidade, mas queremos comer algo pelo simples prazer de degustar”, esclarece Glaucia, do Ganep.

Então, como diferenciar um do outro? a nutricionista Barbara dá a dica. “É mais fácil pensar em um exemplo. doces são gostosos e é difícil quem não sinta vontade de comê-los. Já a necessidade de ingerir um doce, em determinada hora do dia, isso já não é considerado normal. Quando a vontade se torna irresistível ou se a pessoa já não consegue fazer suas atividades rotineiras da mesma maneira, são fortes indícios de que o desejo pelo alimento não é só por seu sabor, e, sim, algum desequilíbrio orgânico.”

Há outra forma de detectar se é a barriga que está falando mais alto. de acordo com o clínicogeral Aldo João Deucher, membro da sociedade Brasileira de Medicina ortomolecular, quando a pessoa sente vontade de um determinado alimento como uma pizza, mas ao ingerir um lanche — que pertence a um grupo alimentar diferente, com outros nutrientes — a sensação passa, não há com o que se preocupar. “Mas é importante observar também se essa vontade é por um alimento que normalmente não faz parte de seu hábito alimentar, ou se ela aparece em um período específico do dia”, alerta o médico. Nesses casos, antes de sair em busca do alimento imaginado, é preciso procurar um especialista para avaliar o caso.

Fonte:

http://revistavivasaude.uol.com.br/edicoes/64/artigo96900-2.asp

Modelo diz que frango está transformando crianças em gays

Modelo diz que frango está transformando crianças em gays

27/04/2013

Por Fernando Moreira

modelo frango criancas gays 01

Natalia Paris, modelo famosa na Colômbia, disse durante entrevista à TV Caracol que frangos injetados com hormônios podem transformar as crianças em gays.

Além disso, Natalia comentou que as meninas que consomem frango estão se desenvolvendo, em termos físicos, muito mais rapidamente.

“Os meninos que comem esses frangos estão começando a virar homossexuais”, afirmou em Bogotá a modelo de 39 anos.

A modelo não está sozinha. Em 2010, o presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que o consumo de frango com hormônios poderia levar à homossexualidade e à perda de cabelo.


modelo frango criancas gays 02

Fonte: Blog O Globo