Amizade

Assim falou INRI CRISTO:

“Quando me chamava Jesus, eu disse que era amigo dos discípulos e dava a vida por eles, e que esta é a maior forma de amizade, o maior amor.

Meu PAI, SENHOR e DEUS me mostrou a única forma possível de amizade entre um rei e seus súditos, entre o Rei dos reis e os filhos dos homens. Meu PAI me falou que é muito mais fácil a amizade entre o rei e o súdito, entre o Rei dos reis e os filhos dos homens do que a amizade entre um homem no mesmo nível do outro. Todavia, é mister que se observe a regra fundamental para que esta amizade perdure e não seja ameaçada: a regra fundamental é a honestidade, que implica em fidelidade, realismo, etc.

Ele, meu PAI, SENHOR e DEUS, disse que se os filhos dos homens diante do pai da humanidade, o discípulo diante do mestre for realista e honesto interiormente, então ele, conhecendo as regras da relação, não sendo ignorante, saberá que não pode violar aquelas regras, porque sabe que o regente ou o rei está reinando com aquelas regras, que são insubstituíveis, imutáveis, intransferíveis; então, ele poderá ter uma relação amistosa, sublime com o seu rei e o rei com o seu súdito, ou o filho de DEUS com os filhos dos homens.

O súdito, sendo honesto intelectualmente e espiritualmente, não precisa nem tenta subir no pedestal do rei; por questão de realismo, nem  violará nenhuma das regras, porque implicaria na ruptura da amizade com o monarca.

No mesmo nível não é tão fácil a relação, disse o  SENHOR, meu PAI. A própria natureza humana, emanada da lei divina, que é eterna, obriga que quando duas pessoas têm saúde física e intelectual avancem; uma das duas estará sempre por natureza sobrepujando a outra. Isto meu PAI me disse que é eterno, não dá para mudar. Isto é a natureza criada por Ele e tem um significado profundo porque é imutável. Mesmo entre marido e mulher, um estará sobrepujando o outro; entre dois amigos mais íntimos, em que um dá a vida pelo outro, um estará sobrepujando o outro, disse o SENHOR, o CRIADOR Supremo, que é quem criou todas as leis e criou até as células que compõem os seres humanos.

Quando eu reclamava para o meu PAI que não posso ter amigos aqui na terra, Ele disse que não posso enquanto não encontrar alguém disposto por inteligência a obedecer à lei. Quando eu encontrar alguém assim, esse será meu amigo mesmo sem ser CRISTO igual a mim (uma vez que CRISTO na tradução do grego significa o ungido, no singular). É só uma questão de inteligência e conseqüente consciência de que a lei tem que ser cumprida. “Não há maior amor do que dar a própria vida pelos seus amigos. Vós sois meus amigos se fizerdes o que eu vos mando” (João c.15 v.14).

Pois aqui estou não por vontade própria e sim para realizar os desígnios do Ser infalível e perfeito, meu PAI, que me reenviou a este mundo.”

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *