Piada: O Defeito

17/11/2012

Piada: O Defeito

Desta vez é Abraão que vai consultar o médico, queixando-se de fadiga crônica.

O Dr. Bronstein lhe pergunta:

– O senhor fuma?

– Não.

-Bebe?

– Não.

– É mulherengo?

– Não.

– Possui algum vício?

– Sim, doutor: sou mentiroso.

 

Piadas: Pergunta Espinhosa – O Escrivão – O Segredo

10/11/2012

Piadas: Pergunta Espinhosa – O Escrivão – O Segredo

Pergunta Espinhosa

 

Certo dia, Jacó encontra o Dr. Bronstein e os dois decidem almoçar juntos no centro da cidade. Consultando o cardápio, Jacó resolve esclarecer uma velha dúvida com o amigo médico:

– Peixe é realmente saudável?

– Bom, pelo menos até hoje nunca atendi nenhum em meu consultório…

 

O Escrivão

 

– Como você se chama?

– Já-já-já-có Bron-Brons-Bronstein.

– Você é gago?

– Não, gago era meu pai. E o escrivão era um filho da puta!

 

O Segredo

 

Isaac telefona para seu melhor amigo:

– Se eu te contar um segredo, jura que não conta a ninguém?

– Lógico… não confia mais em mim?

– Está bem. O fato é que eu estou completamente quebrado: você não me emprestaria mil reais até amanhã?

– Pode ficar sossegado, Isaac… vou fingir que nem escutei!

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

 

 

Piadas: O frete – Os males da bebida – Os dois lados da questão

17/11/2012

Piadas: O frete – Os males da bebida – Os dois lados da questão

O frete

Na rodoviária, Isaac pergunta ao motorista de táxi:

– O senhor sabe onde fica o Hotel Argentina?

– No bairro do Flamengo? Sei sim.

– Excelente. Quanto custa uma corrida até lá?

– São cinquenta reais.

– E a bagagem?

– A bagagem eu levo de graça.

– Então leve e deixe na recepção, por gentileza. Eu vou pegar um ônibus.

 

Os males da bebida

O Dr. Bronstein resolve ser sincero:

– Não consigo encontrar o motivo das suas dores, Sr. Samuel. Só pode ser por causa da bebida!

– Não tem importância. Eu volto outro dia, quando o senhor estiver sóbrio.

 

Os dois lados da questão

Isaac queixa-se ao Doutor Bronstein de fortes dores no pé direito. O médico o examina e diagnostica:

– É um típico sintoma da velhice.

– Engraçado… o pé esquerdo tema a mesma idade e não dói!

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

Piadas: Últimas palavras – Questão de tempo – O Pedido

12/11/2012

Piadas: Últimas palavras – Questão de tempo – O Pedido

Últimas palavras

Como a mulher de Isaac tinha morrido em circunstâncias um tanto estranhas, a polícia interroga o viúvo:

– Sr. Isaac, sua esposa falou alguma coisa antes de morrer?

– Falou, sim. Durante sessenta e dois anos, sem interrupção!

Questão de tempo

Um paciente ansioso vai ao dentista:

– Dr. Bronstein, quanto me cobra para extrair este dente?

– Quatrocentos reais.

– O quê? Quatrocentos reais por um trabalho de cinco minutos?

– Se o senhor quiser, posso demorar mais…

O Pedido

– Sr. Samuel, vim pedir a mão de sua filha em casamento…

– E você gosta de crianças?

– Adoro.

– Ótimo, porque ela já tem três!

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

 

 

Piadas: Vinte anos de felicidade – Na alfândega – Arte contemporânea

17/11/2012

Piadas: Vinte anos de felicidade – Na alfândega – Arte contemporânea

Vinte anos de felicidade

 

– Sabe, Jacozinho, durante vinte maravilhosos anos, eu e sua mãe fomos as pessoas mais felizes do mundo.

– E depois, pai, o que aconteceu?

– Depois nós nos conhecemos e nos casamos…

 

Na alfândega

 

Um fiscal da alfândega do aeroporto de Tel-Avivi, de origem brasileira, ao ver o passaporte português de um viajante resolve exercitar um pouco o idioma e pergunta amistosamente:

– Tudo jóia?

– Não, não! Metade é roupa.

 

Arte contemporânea

 

Dona Sara vai a uma exposição e comenta, indignada:

– Que figura horrorosa! É arte contemporânea?

– Não, madame, é um espelho.

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

Piadas: Na loja de tecidos – Uma dura lição – Escolha

17/11/2012

Piadas: Na loja de tecidos – Uma dura lição – Escolha

Na loja de tecidos

– Quanto custa o metro desse algodão? – pergunta Jacó.

– Estamos em promoção – diz o vendedor, pegando a bobina de tecido – , quanto mais o senhor levar, mais barato fica.

– Então, vai desenrolando até ficar de graça…

 

Uma dura lição

– Jacozinho, em quantas partes se divide o cérebro?

– Depende da pancada, professora.

 

Escolha

O irrequieto Isaac foi acusado de bigamia e afinal considerado inocente pelo júri.

– O senhor é um homem livre, pode voltar para a sua mulher.

– Obrigado, Sr. Juiz, para qual delas?

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

Piada: Hipnose profunda

15/11/2012

Piada: Hipnose profunda

Como o velho Isaac sofre de insônia, a família contratou um hipnotizador para fazê-lo dormir.

 

O especialista põe o paciente numa posição confortável e começa a balançar o relógio de bolso em frente aos seus olhos, dizendo: “Dorme, dorme, dorme…”

 

E o velhinho então fecha os olhos, deixando a família exultante. Começa a respirar mais forte, fazendo ruídos que lentamente se transformam em roncos. A família comemora.

 

Vinte minutos depois, o neto mais novo de Isaac fica desconfiado e pergunta:

 

– Vovô, você está dormindo?

 

– Não, mas aquele maluco já foi embora?

 

Piada: As tábuas da lei

16/12/2012

Piada: As tábuas da lei

Perguntou Deus aos hititas:

 

– Vocês querem um mandamento?

 

– Qual seria o mandamento, Senhor?

 

– “Não matarás.”

 

– Não, obrigado. Isso interromperia nossa sequência de conquistas. 

 

Então Deus perguntou aos egípcios:

 

– Vocês querem um mandamento?

 

– Qual seria o mandamento?

 

– “Não cometerás adultério.”

 

– Não obrigado, isso estragaria nossos finais de semana!

 

Deus perguntou então aos assírios:

 

– Vocês querem um mandamento?

 

– Qual seria o mandamento?

 

– “Não roubarás.”

 

– Não, obrigado, isso arruinaria nossa economia!

 

E assim Deus foi perguntando a todos os povos, até chegar aos judeus:

 

– Vocês querem um mandamento?

 

– Quanto custaria?

 

– É de graça.

 

– Então manda dez.

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

 

Piadas: Aula de Zoologia – Uma declaração de amor – O poliglota

17/11/2012

Piadas: Aula de Zoologia – Uma declaração de amor – O poliglota

Aula de Zoologia

 

– Quantas patas tem o cavalo, Moishele?

 

– Quatro.

 

– Então, como se chama?

 

– Quadrúpede.

 

– Muito bem! E você, quantos pés tem?

 

– Dois.

 

– E como se chama?

 

– Moisés Bronstein.

 

 

Uma declaração de amor

 

– Querido, o que você prefere? Uma mulher bonita ou uma mulher inteligente?

 

– Nem uma, nem outra, Sarinha. Você sabe que eu só gosto de você!

 

 

O poliglota

 

– Professor Bronstein, o senhor domina mesmo todas as línguas do mundo?

 

– Bem, quase todas! Tem uma que eu definitivamente não consigo dominar.

 

– E qual é?

 

– A da minha sogra!

 

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.

 

 

Piada: Detalhe

18/11/2012

Piada: Detalhe

Isaac, Jacó e Iosef vão procurar emprego. Após preencherem um formulário, Isaac é o primeiro a ser chamado para uma sala, onde um homem sem orelhas foi logo explicando:

 

– Este emprego requer um senso de observação aguçado. O que lhe chama a atenção em minha pessoa?

 

– O senhor não tem orelhas.

 

– E o senhor é muito mal-educado. Ponha-se daqui para fora!

 

Jacó é chamado em seguida. Ouve a mesma explicação e responde o mesmo que Isaac.

 

– O senhor é muito mal-educado! – exclama o homem sem orelhas. – Ponha-se daqui para fora!

 

Enquanto isso, na sala de espera Isaac adverte a Iosef:

 

– O homem não tem orelhas, mas não toque no assunto porque ele é muito sensível a esse respeito.

 

Finalmente Iosef foi chamado, ouviu a mesma explicação e a mesma pergunta:

 

– O que lhe chama a atenção em minha pessoa?

 

– O senhor está usando lente de contato.

 

– É verdade. Mas como descobriu?

 

– Bem, o senhor não poderia usar óculos, pois não tem onde apoiá-los…

 

Fonte: As melhores piadas do humor judaico – volume 2 / Abram Zylbersztajn.